Política de Cookies

Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, registo e recolha de dados estatísticos.
Ao prosseguir a navegação com cookies ativos está a consentir a sua utilização.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pela Agrogarante.Saiba mais

Compreendi
Asset 5

Notícias

Taxa de reciclagem de embalagens agrícolas sobe em Portugal

2022-07-26

Das mais de 500 toneladas de resíduos recolhidas em Portugal em 2021 no âmbito da atividade do Valorfito – Sistema Integrado de Gestão de Embalagens e Resíduos em Agricultura, foram encaminhados para reciclagem e valorizados 83% (427 toneladas), um número 15,1% superior ao registado em 2020. Segundo a entidade, que é responsável pela gestão de resíduos de embalagens de produtos fitofarmacêuticos, biocidas e sementes de utilização profissional, a taxa de reciclagem média do sistema Valorfito em 2021 foi de 34,8%.

A entidade refere que «este é um resultado deveras significativo, tendo em conta que a taxa média nacional de reciclagem ronda os 16% e a média da União Europeia, os 30%». «Os resíduos geridos pelo Valorfito, provenientes da agricultura profissional, destacam-se claramente, colocando o sector agrícola numa posição de dianteira, em mais uma demonstração do sentido responsável e sustentável com que se desenvolve esta atividade», afirma o Valorfito.

A entidade realça que «o desempenho na gestão da fracção plástico é determinante para o resultado global do sistema, dado que este é o material dominante», e que «um aumento na taxa de retoma de plástico resulta num resultado global positivo do Valorfito». O quadro abaixo apresenta as taxas de reciclagem por tipo de material e a taxa global de reciclagem do sistema Valorfito em 2021.

«Apesar dos excelentes resultados obtidos em 2021, o Valorfito mantém o plano e objectivo de atingir no final de 2022 as metas de 60% de taxa de retoma e de 55% de taxa de reciclagem», assinala ainda a entidade. Em 2021, o Valorfito registou «resultados recorde» de recolha de embalagens vazias de produtos fitofarmacêuticos, sementes e biocidas, com mais 6,3% face às recolhas de 2020 e, pela primeira vez, mais de 500 toneladas de resíduos recolhidos.

Fonte: Frutas Legumes e Flores

Ver todas as noticias